Cristina Carvalho

Há 9 anos que trabalho no ramo imobiliário e esta é a minha paixão. O meu objetivo é tornar os sonhos dos meus clientes realidade.

Ver Prémios

PARA VENDER/COMPRAR FALE COMIGO

910 102 220

Cartões de Fidelização - Valem mesmo a pena?

Cartões de fidelização, vales de desconto, cartões de pontos, oferta na apresentação do cartão...São inúmeros os meios utilizados pelas empresas para o influenciarem a continuar a comprar.

As ofertas estendem-se a diversos setores do mercado, abrangendo pequenas, médias e grandes empresas. Qualquer um de nós já utilizou este tipo de “vantagens” e certamente em algum momento já perdeu a conta ao número de cartões que traz na carteira. 

 

O objetivo das empresas/marcas é óbvio: fidelizar clientes!

 

Mas será que este tipo de cartões lhe compensa? 

 

Não há dúvidas de que o cliente pode sair beneficiado com a utilização dos cartões de cliente. Na maioria dos casos pode ver reduzida a sua fatura, através de promoções exclusivas, ou então ganhar extras num parceiro da marca.  

 

Posso dar o exemplo do Pingo Doce que utiliza o cartão Poupa Mais, que de entre outras vantagens, permite ao cliente acumular 2€ em compras iguais ou superiores a 40€, podendo descontar esse valor no posto de combustível BP. 

 

Contudo, são tantos cartões, vales de desconto e promoções que se não for bem gerido poderá sair a perder na altura de pagar a fatura. 

 

O meu conselho é ponderar! Antes de adquirir um deste tipo de cartões. 

 

Por exemplo existem cartões de fidelização que lhe permitem pagar uma compra mais tarde e sem juros, podendo até optar pelo pagamento em prestações. Pode ser uma vantagem se pretender fazer uma compra de grande valor não querendo fazer o investimento de uma só vez. 

 

Mas será que temos mesmo necessidade de fazer as compras semanais ou mensais através deste tipo de cartão? Se não fizer bem as contas pode ser mesmo surpreendido no próximo extrato. 

 

Lembre-se ainda que se habitualmente só faz a maior parte das compras num determinado local, pode não fazer sentido ter um cartão de cada estabelecimento. Por outro lado pode sentir-se obrigado em deslocar-se a um determinado espaço só porque recebeu um vale de desconto, para não desperdiçar a oferta, nem compensando a viagem. 



Mantenha-se informado

 

Existem de facto vários tipos de cartões e vales, em todos eles para aderir vão lhe ser pedidos os seus dados pessoais. É o um dos principais objetivos do negócio. 

 

Por exemplo, existem contratos que questionam se pretende receber comunicação, pode ser útil se quiser ser o primeiro a saber das campanhas e promoções. Mas pense duas vezes se essa informação lhe interessa ou não, principalmente se tiver muitos cartões deste tipo. 

 

Por outro lado, existem contratos que obrigam a utilização do cartão um determinado número de vezes por ano, caso não o faça pode mesmo ter de pagar alguma coisa à empresa.

 

Certifique-se das condições do contrato, leia e fique informado de todos os detalhes.

Autora
Tags