logo
ballon

Cristina Carvalho

Há 7 anos que trabalho no ramo imobiliário e esta é a minha paixão. O meu objetivo é tornar os sonhos dos meus clientes realidade.

PARA VENDER/COMPRAR FALE COMIGO

910 102 220

10 truques infalíveis de Home staging para vender ou arrendar

Já ouviu falar em Home staging? Home staging significa, literalmente, colocar a casa no palco. Saiba como pode tirar partido desta prática.

Já ouviu falar em Home staging? Home staging significa, literalmente, colocar a casa no palco e é um conceito que surgiu nos Estados Unidos da América durante a crise imobiliária dos anos 70, do século XX, e que visa a valorização imobiliária. O conceito tem chegado a Portugal, embora com algum atraso, mas aos poucos cada vez mais proprietários de imóveis vêem a prática de Home Staging como uma estratégia lucrativa, tendo ganho adeptos portugueses sobretudo no mercado do arrendamento.

Um modo fácil de entender o conceito é pensar na importância de um apartamento modelo na venda de uma casa. Pode ver o Home staging como a criação de casas modelo, nas quais os potenciais compradores ou arrendatários vão conseguir visualizar todo o potencial da casa e imaginá-la moldada à sua imagem. Ao pôr em prática estes truques de Home staging, estará a vender não só um produto, a casa em si, mas também um serviço de valor acrescentado.

O investimento que se deve fazer em Home staging não deve ultrapassar os 3% do valor do imóvel, sendo que o retorno do investimento é, por norma, um aumento de 7% a 15% do valor do imóvel. Está comprovado que, de facto, estas técnicas são uma mais valia para quem quer realizar um negócio imobiliário. Fique a conhecer quais as boas práticas de Home staging que eu recomendo e que o podem ajudar a fechar negócio.

 

1. Conhecer as bases do Home Staging
O Home staging tem o seu sustento em quatro bases ordenadas: limpeza, arrumação, iluminação e decoração. Não pode dar início à fase da decoração sem antes proceder à devida limpeza e arrumação do espaço, por exemplo. É essencial que no final do seu projeto de Home staging pense em cada um destes quatro pontos individualmente e avalie se todos estão em harmonia.

 

2. Jogar com peças vistosas e básicas
Entrando no campo que mais chama a atenção no Home staging - a decoração - convém perceber o que tem um impacto positivo e o que causa, pelo contrário, ruído. Para que a sua decoração esteja conforme os princípios do Home staging deve procurar construir o look da sua casa maioritariamente com peças muito básicas, ou seja, peças pouco vistosas ou grandes. As peças básicas devem ter tons neutros e claros, que permitam ao cliente imaginar os seus próprios projetos de decoração para a casa. Contudo, a casa não pode ter apenas estas peças, deve tentar encontrar uma ou duas peças excepcionais, que se destaquem entre todas as outras e que confiram uma perceção de originalidade às várias divisões. Para conseguir obter estas peças vistosas, nem sempre as tem de comprar novas, pode até restaurar alguma peça antiga, criando, inclusivamente, uma percepção de exclusividade maior.

O objetivo, em última análise, será ficar com um espaço que se aproxima a uma galeria de arte - muito espaço livre, com pouco ruído visual, e peças originais. Esta decoração pode ser conseguida com um budget bem reduzido e a sua execução não é muito complicada, apenas tem de estar muito focado na sintonia entre o básico e o vistoso.

 

3. Dar vida às paredes
Não precisa de ser um grande artista para conseguir cumprir com este objetivo. Por vezes, pintar uma parede de um tom escuro é o suficiente para aumentar o conforto e a estética de uma casa. Hoje em dia, tem várias opções disponíveis, além da simples pintura, como pinturas decorativas, papéis de parede ou autocolantes decorativos. Uma das grandes vantagens de pintar as paredes é conseguir preencher o ambiente da divisão sem lhe tirar espaço de circulação. Por outro lado, consegue tornar a casa mais atraente de um modo bastante económico.

 

4. Restaurar móveis
O estilo vintage continua muito poderoso na decoração de interiores, por isso caso tenha na sua posse um móvel antigo, pense em valorizar essa peça ao máximo, em vez de a excluir das suas opções. Com o seu trabalho de restauração, a peça pode tornar-se num dos elementos mais vistosos da ccasa. Tudo o que tem de fazer é escolher o móvel, a pintura, os materiais a utilizar e pôr mãos à obra. O seu esforço será certamente notado na hora de apresentar o imóvel aos potenciais clientes.

 

5. Misturar algo novo com algo velho
Assim como deve misturar o básico com o vistoso, também deve combinar o velho com o novo. Para desenvolver um bom trabalho de Home staging, deve manter um estilo de decoração neutro, mas isso não o impede de misturar algumas peças novas com outras antigas. Uma vez mais, a inclusão das peças antigas deve ser moderada e estas devem estar em harmonia com o espaço.

 

6. Despersonalizar o espaço
O Home staging dita que a casa deve estar apresentada de tal modo que aqueles que a visitam se imaginem a viver naquele espaço, ou melhor, que imaginem aquele espaço a tornar-se seu. Caso decore a casa demasiado ao seu gosto, isto pode não acontecer. É também por isto que se aconselha a integração de elementos de decoração diferentes, que possam agradar a pessoas diferentes (aquelas que gostam do moderno e do antigo, por exemplo). Claro que a casa não tem de estar toda de branco e com mobília o mais standard possível. Pode personalizar um pouco o espaço, mas nunca em demasia – deve definir um limite para os ítems de caráter mais subjetivo que deseja colocar no palco que é o seu imóvel.

 

7. Escolher grandes formatos
A par das opções para as pinturas de parede, outra opção para conseguir transformar o espaço com o mínimo esforço é escolher peças de grandes formatos. Uma grande tela ou um grande espelho, por exemplo, além de serem um motivo de decoração fantástico também ajudam a aumentar a noção de espaço sem perda de espaço de circulação. Sem gastar muito dinheiro, consegue, com estes elementos, captar a atenção do visitante da casa.

 

8. Fazer mais com menos
Este é um dos princípios básicos do Home staging. Deve sempre tentar valorizar ao máximo a sua casa através das coisas que já tem ou de pequenos investimentos. Lembre-se que este é também um dos princípios fundamentais das técnicas cenográficas, uma vez que para um palco é necessária uma decoração rápida, transitória, com alto impacto e económica. O Home staging também pressupõe esta teatralidade na exposição dos imóveis. Em suma, deve tentar criar o melhor cenário, ainda que este seja transitório, com os aspetos fundamentais, como o conforto, o acolhimento e o bem-estar, através de poucos recursos.

 

9. Tornar o espaço instagramável
O Home staging tem-nos ensinado a crescente importância do espaço que estamos a vender ser instagramável. De acordo com um estudo da Schofields Insurance divulgado pelo The Independent, o mais importante para 40,1% dos Millennials é o destino ser instagramável, ou seja, propício para tirar uma boa foto de Instagram. Ao utilizar as técnicas de Home staging, principalmente na situação de arrendamento e de aluguer para férias, esta deve ser uma preocupação primária quando se trabalha com o público mais jovem.

 

10. Tirar fotos perfeitas
O processo de Home staging não termina na decoração. Após ter tudo pronto deve saber como destacar o seu trabalho através de uma boa fotografia. Para fotografar interiores deve utilizar uma máquina fotográfica que imprima noção de espaço. Para este efeito, deve utilizar uma lente grande angular. Além do equipamento, deve escolher as melhores alturas do dia para fotografar, de modo a revelar a melhor iluminação natural da casa.

Autora
Tags